Posts recentes

O concreto leve de EPS (isopor)

O CONCRETO LEVE de EPS (isopor) é utilizado na construção civil nas partes onde não se exige grandes esforços. Devido às suas propriedades (baixa densidade aparente, isolação térmica e acústica e considerável resistência) o seu uso, tanto em pequenas residências quanto em obras de grande porte, permite economia no custo final da obra, pelo dimensionamento estrutural adequado e facilidade no manuseio e no transporte.
A densidade aparente do CONCRETO LEVE de EPS (isopor), varia conforme as necessidades das aplicações, podendo ser obtidas densidades de 400kg/m3 a 1.600kg/m3, enquanto que a densidade do concreto convencional (com pedra britada) é da ordem de aproximadamente 2.400kg/m3.

APLICAÇÕES:

  1. Regularização de lajes em geral (inclinação para o escoamento);
  2. Painéis para fechamento (prédios/casas pré-fabricadas/galpões);
  3. Elementos Pré-Fabricados (lajotas/blocos vazados/pilares para muros/elementos vazados/elementos decorativos p/ fachadas e jardins;
  4. Pavimentos (calçadas/regularização de áreas diversas/painéis p/ fechamento de galerias;
  5. Elementos tipo “móveis” (bancos p/ ambientes externos/base p/ montagens de sofás/balcões/camas);
  6. Áreas de Lazer (quadras poliesportivas/bases p/ dispositivos p/ exercícios.

 

PROCESSO DE PREPARAÇÃO E MISTURA


Na preparação e mistura do CONCRETO LEVE de EPS (isopor), deve ser levada em conta, a finalidade do mesmo, pois dependendo dos objetivos, a composição será diferente, e consequentemente apresentará variação nos custos e nos resultados. Nessa fase, é necessária a escolha dos vasilhames com as capacidades definidas para o cimento, o EPS, a areia, a água e o adesivo, conforme tabelas abaixo.
Dissolve-se inicialmente o adesivo em água (observar as proporções).
Em seguida, coloca-se o EPS na betoneira em movimento (o local deve estar protegido de ventos fortes).
Coloca-se então o adesivo (cola branca para madeira ou papel) dissolvida em água, e após essa mistura, adiciona-se um pouco de cimento.
Tão logo o cimento comece a fixar-se no EPS, coloca-se alternadamente o restante de cimento, água e areia.
O tempo de agitação da mistura será suficiente quando a massa estiver com a “pega” ideal para ser lançada no local definido.
O manuseio e transporte são muito fáceis. Em casos excepcionais de uso de CONCRETO LEVE de EPS (isopor) de 600 kg/m3 ou menos, devem ter o uso de aglutinante bem definido, polímeros de acetato de polivinila (PVA) em forma de dispersão 50%. Nos ensaios de tração e flexão, pode-se ver na zona de ruptura que a aderência do EPS na estrutura do cimento é bem grande, rompendo sempre através do EPS. Os mesmos ensaios de CONCRETO LEVE de EPS (isopor) sem o aglutinante dão resultados menores.